• Dr. Jorge Lyra

Câncer de Cabeça e Pescoço: Atenção aos sinais!

Um nódulo persistente no pescoço, uma lesão na boca e rouquidão prolongada são sintomas que podem indicar um tumor na cabeça ou pescoço; quando diagnosticados precocemente, as taxas de cura chegam a 90%.

No dia 27 de julho comemora-se o dia mundial de combate ao câncer de cabeça e pescoço, um termo genérico que engloba uma série de tumores malignos que atingem a boca, língua, palato mole e duro, bochechas, gengivas, amígdalas, faringe, laringe (cordas vocais), nariz, seios nasais, nasofaringe, pescoço, esôfago e tireoide.


Devido à falta de informação, geralmente o diagnóstico destas doenças é tardio. No Brasil, cerca de 70% dos pacientes apresentam estágio avançado da doença, sendo que cerca de um terço deles poderia ser evitado através de uma vida mais saudável.


Fatores causadores da doença.


Além do consumo de bebidas alcoólicas e do cigarro, novos estudos publicados pelo Johns Hopkins Oncology Center, nos Estados Unidos, mostram que o papiloma vírus, o HPV, também é um dos fatores que pode predispor o desenvolvimento de alguns destes cânceres.


Embora existam mais de 100 tipos, são principalmente os subtipos 16 e 18 que chamam a atenção, e estão associados principalmente aos tumores da orofaringe (amígdala) em pacientes mais jovens, e em menor proporção, tumores na laringe e na cavidade bucal, como língua e gengiva.


Por outro lado, uma característica que diferencia o câncer causado pelo HPV é que ele, em geral, é menos agressivo localmente. Porém, pode cursar com comprometimento dos linfonodos do pescoço, as chamadas metástases cervicais, de maneira mais rápida que os tumores induzidos pelo cigarro e pelo álcool. No entanto, estes tumores são mais sensíveis às terapias, sejam elas cirúrgicas ou não (radioterapia ou quimioterapia).


Já os tumores de tiroide, o único fator de risco bem conhecido é a exposição à radiação. E os tumores de pele estão relacionados a exposição solar excessiva, principalmente em pacientes de pele e olhos claros.


Quando procurar ajuda médica?


Os sintomas podem variar de acordo com a localização do tumor. No geral, os princiapis sinais de alerta são:

  • Dores locais: nos ouvidos ou pescoço

  • Dores circunstanciais: ao engolir

  • Na fala: rouquidão, tom de voz anormal ou dificuldade na fala

  • Na garganta: dificuldade em engolir, dor ou secura

  • No pescoço: aumento dos gânglios linfáticos ou nódulo

  • Também é comum: afta, anormalidade no paladar, perda de peso ou sangramento

Como prevenir?

  • Primeiramente, mantenha a higiene bucal em dia;

  • Abandone o cigarro;

  • Evite o consumo excessivo de bebidas alcoólicas;

  • Procure manter uma alimentação balanceada e saudável;

  • Nunca se esqueça do protetor solar;

  • Para os pacientes expostos aos fatores de risco, buscar o acompanhamento regular com um cirurgião de cabeça e pescoço é fundamental para detectar precocemente alguma lesão suspeita.








20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo